QUANDO O POUCO FAZ DIFERENÇA

Nos últimos anos, tive a oportunidade de conhecer a China e também alguns países da Europa. Viajar amplia em muito nossa perspectiva de interpretação do mundo quando, além de passear, aproveitamos as estadas para aprender sobre os povos e suas culturas, algo que sem dúvida nos enriquece pessoal e profissionalmente.

Embora as particularidades de cada canto do mundo nos tragam muita inspiração, algo que sempre chama a atenção, de uma forma especial, é como as estações do ano mexem com a vida das pessoas. Isto se reflete em praticamente tudo, abrangendo das roupas aos produtos disponíveis nos supermercados e afetando, inclusive, o humor das pessoas. Cada estação, portanto, impõe suas características e, muitas vezes, provocam alterações radicais na rotina dos lugares.

Assim, vou falar um pouco das possibilidades que temos, em termos de decoração e adaptações, para o inverno que já está aí. Nos dias frios dessa estação, onde as noites chegam mais cedo, a tendência é passar mais horas dentro de casa, promovendo jantares em família, uma jogatina entre amigos e outros tipos de reuniões de convívio informal “indoors”.

Já que vamos abrir as portas para receber, não custa caprichar. Vão aqui então algumas dicas para que você, sem colocar a mão no bolso, possa aquecer sua casa e torná-la mais aconchegante.

1. Abra o maleiro, recolha todas as mantas que estão guardadas desde o ano passado e jogue as mais coloridas displicentemente sobre as poltronas da sala de televisão. Pegue as mais vistosas, dobre e coloque nos cantos dos sofás do living, observando a combinação de cores de cada pilha.

2. Escolha uma das paredes da sala e aplique tinta nova. A sala de estar é o local ideal para longas e descontraídas conversas. Um amarelo ou laranja aquece qualquer história. Em pequenas doses, o vermelho (a cor do fogo, da paixão, do entusiasmo e dos impulsos), estimula os movimentos, ajuda a combater o estresse e a falta de energia. É preciso dar igual importância às cores dos estofados, combinando tudo. Brinque com os tons, escolha o que mais lhe agradar e, se quiser ampliar um pouquinho a idéia, use texturas leves na área que será colorida. As lojas especializadas oferecem uma variedade enorme de produtos.

3. Para colocar objetos em evidência, pinte uma parede de fundo com uma cor que faça contraste com ele.

4. Para alargar corredores, pinte as extremidades dos corredores e o teto com cores mais escuras do que a das paredes.

5. Para alongar ambientes quadrados, pinte com uma cor mais escura duas paredes, uma de frente para a outra.

6. Faça um rodízio de quadros e tapetes, para combinar com a mudança na cor da parede e as mantas salpicadas pela. Use o bom senso e aproxime objetos que promovam contrastes suaves e delicados.

7. Dê uma atenção especial para a iluminação: focos indiretos são sempre mais interessantes e dão um toque de intimidade ao ambiente. Aqueles pequenos abajures que estão esquecidos nos cantos há um tempão devem ser ativados, de preferência com lâmpadas amareladas e colocados em cantos da casa que precisam ser valorizados, como aquele que abriga um móvel antigo da família, ou aquele onde está um quadro que a sua avó deixou pra você.

8. Inverno, especialmente, pede velas acesas. Mas cuide para que elas sejam de boa qualidade, estejam em suportes adequados e seguros, longe de tecidos felpudos, das cortinas, dos animais e das crianças.

9. Para completar, deixe de lado as flores naturais. Em breve, as melhores floriculturas da cidade estarão recebendo flores e galhos secos. Maços fartos de sempre-vivas e outras espécies miúdas podem enfeitar jarros de barro e cestos de vime e trazer para dentro de casa o aroma agradável do campo.

Sim, não custa lembrar que tudo isso combina bem com queijo, vinho, chocolate quente e gente querida. Aproveite o inverno e curta bastante a “cara nova” da sua casa.

Até a próxima semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *